Pages Menu
Facebook
Categories Menu

Posted | 0 comments

A serpente de metal: viverá todo o que, olhar para ela

Ó homens e mulheres, que viveis ainda longe de Deus, debaixo da escravidão do pecado, é a vós que me dirijo; escutai-me atentamente para o vosso bem.

No livro dos Números está narrado um particular episódio ocorrido no deserto durante a viagem que o povo de Israel fez para a Terra prometida. Eis o que aconteceu: ” Então partiram [os Israelitas ] do monte Hor, pelo caminho do Mar Vermelho, a rodear a terra de Edom; porém a alma do povo angustiou-se naquele caminho. E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egipto para que morrêssemos neste deserto? Pois aqui nem pão nem água há; e a nossa alma tem fastio deste pão tão vil. Então o Senhor mandou entre o povo serpentes ardentes, que mordiam o povo; e morreu muita gente em Israel. Por isso o povo veio a Moisés, e disse: Havemos pecado porquanto temos falado contra o Senhor e contra ti; ora ao Senhor que tire de nós estas serpentes. Então Moisés orou pelo povo. E disse o Senhor a Moisés: Faze-te uma serpente ardente, e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo o que, tendo sido mordido, olhar para ela. E Moisés fez uma serpente de metal, e pô-la sobre uma haste; e sucedia que, mordendo alguma serpente a alguém, quando esse olhava para a serpente de metal, vivia” (Num 21:4-9). Como podeis ver nos é contado que a seguir aos murmúrios do povo, Deus para puni-lo enviou serpentes venenosas para mordê-lo e morreu muita gente em Israel. Então o povo reconheceu ter pecado e veio suplicar a Moisés para que intercedesse em seu favor para que Deus afastasse deles aquelas serpentes. E Moisés orou a Deus que lhe disse para fazer uma serpente de metal e pô-la sobre uma haste, para que todo aquele que fosse mordido olhasse para ela e pudesse viver. Sim, porque todo aquele que olhasse para aquela serpente posta sobre aquela haste, escaparia à morte.

Esta história – ocorrida há mais de três mil anos – ensombra a salvação preordenada por Deus antes da fundação do mundo e manifestada nos últimos tempos por amor de nós. Em outras palavras ela mostra ao homem o que deve fazer para escapar à segunda morte que é o fim terrível e infame mas justo que terão todos aqueles que morreram nos seus pecados. E o que deve fazer? Ele deve simplesmente e unicamente crer no Senhor Jesus Cristo. Agora vos explicarei da maneira mais exaustiva possível quanto vos acabei de dizer.

Ora, a Escritura diz que todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (cfr. Rom. 3:23), pelo que também vós haveis pecado contra Deus e estais destituídos da glória de Deus. Em outras palavras, também vós por causa dos vossos pecados estais debaixo da condenação de Deus. Com a vossa conduta ímpia e abominável haveis infringido a santa lei de Deus, haveis ofendido e desprezado Deus que é santo e que não tolera a iniquidade e Ele portanto está fortemente indignado contra vós, tanto que se morrêsseis nesta condição Ele vos lançaria imediatamente no inferno onde há pranto e ranger de dentes. Estai certos disto. A ira de Deus está sobre vós, pesa como um grande rochedo sobre a vossa cabeça. Sois pecadores, extraviados, rebeldes, servos de várias concupiscências, levais a vida em malícia, odiosos e odiando-vos uns aos outros, chamais ao mal bem, e ao bem mal. Aparentemente porventura podereis até parecer justos, mas no interior estais cheios de hipocrisia e de iniquidade; sois como os sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos mas por dentro estão cheios de ossos e de imundícia. Não penseis ser justos e bons, porque vos iludireis, vós sois rebeldes, transgressores. Estais na mesma condição daqueles Israelitas que no deserto pecaram contra Deus e Deus enviou contra eles serpentes venenosas que os mordiam. Estais por isso condenados à morte. Mas qual morte? Certamente não a física, que é uma morte que todos, tanto os justos como os pecadores, experimentam. Mas a segunda que é o lago ardente de fogo e enxofre, e que só os ímpios experimentarão. Eis o que diz a Escritura desta morte para a qual estais indo de encontro: “Mas, quanto aos cobardes, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicários, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre; o que é a segunda morte” (Ap. 21:8) onde serão atormentados para todo o sempre. Vos descrevi pois qual é a vossa condição espiritual diante de Deus, e o vosso fim.

Mas eu vos trago a alegre notícia de que para vós há esperança de serdes salvos deste horrível fim para o qual estais indo de encontro. Sim tendes a possibilidade de escapar à condenação eterna; e só há um caminho para escapar, que consiste em olhar para Jesus Cristo, ou seja, em crer nele. Como os Israelitas no deserto, se queriam escapar à morte, deviam olhar para aquela serpente de metal posta sobre aquela haste, assim vós se quereis escapar à condenação eterna deveis crer em Jesus Cristo. Por que deveis crer precisamente nele para ter a vida eterna? Porque só Ele foi feito maldição por nós. Jesus Cristo, de facto, tomou a maldição de Deus sobre si porque foi crucificado conforme está escrito: “Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” (Gal 3:13). Ele não tinha cometido nenhum pecado, nenhuma má palavra alguma vez saiu da sua boca, no entanto foi pendurado como um malfeitor a uma cruz. Desta maneira ele pôde libertar-nos da maldição da lei conforme está escrito: “Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las” (Gal 3:10). Eis pois o ponto fundamental que deveis perceber, que vós estais debaixo da maldição porque não haveis observado em todas as coisas a lei de Deus, e Jesus Cristo pode libertar-vos desta maldição porque Ele foi feito maldição por todos nós. A vossa maldição a tomou sobre si Jesus Cristo, o Justo. Na história pois que vimos antes, aquela serpente prefigurava o Filho de Deus; como a serpente no jardim do Éden tinha atraido sobre si a maldição de Deus por ter enganado Eva e tê-la induzido a pecar; assim o Filho de Deus atraiu a maldição a si por se ter feito pôr na cruz. E agora todo aquele que nele crê, ou olha para ele, recebe a vida eterna. Jesus falou desta semelhança entre o levantamento da serpente no deserto e o seu levantamento, ou seja, a sua morte sobre a cruz, quando disse estas palavras a Nicodemos : “E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna” (João 3:14-15).

Não demoreis portanto, olhai logo para Jesus Cristo, crede nele para obterdes a vida eterna. Não penseis poder ser salvos da condenação eterna, olhando para vós mesmos, isto é, apoiando-vos nas vossas obras, elas não vos servirão absolutamente para nada, deveis reconhecer-vos pecadores diante de Deus (como o reconheceram os Israelitas no deserto) e olhar para Jesus Cristo. A salvação não é por obras, mas por graça, para que ninguém se glorie na presença de Deus.

E como no deserto, os que tinham sido mordidos pelas serpentes quando olharam para aquela serpente, continuaram a viver, assim vós quando crerdes em Jesus Cristo tereis a certeza de viver pela eternidade na glória. Não mais na condenação, não mais no tormento eterno no fogo eterno preparado para o diabo e seus anjos, mas na glória eterna no reino de Deus. E tudo isto pela graça de Deus, pelos méritos de Jesus Cristo. E tudo isto não pelos vossos sacrifícios, mas somente e unicamente pelo sacrifício de Jesus Cristo, porque ele o Justo se carregou dos nossos pecados sobre o madeiro da cruz. Para vós não haverá mais alguma condenação porque os vossos pecados vos terão sido todos perdoados por meio do sangue de Jesus Cristo, isto assegura a Palavra de Deus quando diz que agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus (cfr.Rom 8:1) porque a estes últimos Ele deu a justificação que dá vida.

Se, pelo contrário, recusardes vos humilhar na presença de Deus, vos reconhecer pecadores, e olhar para o Filho de Deus, então o que vos espera é a condenação eterna, uma eternidade cheia de tormentos e de infâmia; isto vos sucederá por causa do vosso orgulho e da vossa soberba. Quando morrerdes, sereis humilhados no Hades, lançados neste lugar subterrâneo onde arde fogo. E depois no dia do juízo, quando ressuscitardes para serdes julgados, sereis lançados no lago ardente de fogo e enxofre. A vossa soberba será pois a vossa ruína, e o vereis. Hoje, vós fostes por mim solenemente avisados, não endureçais o vosso coração, para o vosso bem.

Fonte

Post a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Read more:
novo-nascimento.11
O Novo Nascimento

O motivo porque é ne...

monaquismo
Confutação de algumas heresias da Igreja Católica Romana: sobre o Monaquismo

A doutrina dos teólo...

Close